fbpx

Ciclo de vida dos acessórios automotivos: saiba quando você precisa trocá-los

Ciclo de vida dos acessórios automotivos: saiba quando você precisa trocá-los

Além de proporcionar mais segurança, conforto e tecnologia, os acessórios automotivos também oferecem ao condutor uma chance de customização do veículo, deixando-o com o aspecto e as funções que desejar.

Mas, para garantir a funcionalidade dos mesmos, é preciso seguir uma série de cuidados e ficar atento à vida útil dos acessórios. Descubra qual a durabilidade de alguns deles:

Retrovisor LCD

Um dos problemas que afeta o motorista é a presença de pessoas ou objetos tapando a visão mostrada pelo retrovisor central. Com o novo LCD Full Mirror, o condutor consegue trocar o modo espelho pelo modo LCD, eliminando todos os obstáculos e aumentando em mais de 50º a visão da câmera traseira.

Este tipo de retrovisor, desenvolvido e produzido pela Metagal, passa por ciclos de testes que equivalem a dez anos de uso em condições normais. É importante ressaltar que, na prática, o componente segue o mesmo prazo de garantia do próprio veículo, que é concedido pela montadora.

Ar-condicionado

O sistema de ar-condicionado armazena bactérias e germes, o que pode prejudicar tanto o seu funcionamento quanto a saúde de pessoas alérgicas. A sugestão é que seja feita uma higienização a cada 10 mil km rodados. Nesse processo, você já pode analisar o sistema como um todo.

O filtro de ar também deve ser trocado a cada 20 mil km ou de acordo com as especificações da marca.

As principais dúvidas em relação ao ar-condicionado geralmente envolvem o gás refrigerante, que fica dentro do acessório. É importante deixar claro que, como a substância apenas passa por transformações químicas, ela não acaba.

Isso significa que, se o seu aparelho deixar de funcionar propriamente por falta de gás, a mesma deve ter sido causada por quantidade inadequada na fabricação, falhas na tubulação ou falta de manutenção no sistema.

Caso exista um vazamento e a máquina esteja dentro da garantia, o condutor poderá pedir para a empresa rever seu funcionamento – mas atenção: a instalação deve ter sido feita por um profissional autorizado. Caso contrário, não é possível pedir manutenção.

Faróis de LED

Considerando que os faróis se mantêm acesos o tempo todo e que há vibração no veículo, os novos faróis de LED devem durar até 3.000 horas, ou seja, oito anos em média. As informações são da empresa Phillips, que vem trabalhando em faróis com maior durabilidade e menos ofuscamento. Os novos componentes passam por testes de durabilidade extremos.

Caso eles apresentem defeitos ou parem de funcionar antes do período previsto, o condutor pode entrar em contato com o fabricante.

Câmera de ré

A falta de visibilidade na hora de estacionar o carro assombrou certos condutores durante anos, especialmente os novos de carta. Graças às inovações tecnológicas dos acessórios automotivos, entretanto, é possível ter uma visão completa, avaliando a distância entre o carro e possíveis objetos.

Esse tipo de sistema é testado em 75.000 ciclos de ativação e desativação, em temperaturas que variam de -40ºC a 80ºC. Tais provas equivalem a mais ou menos dez anos de uso em condições normais.

Metagal e os acessórios automotivos

A Metagal, líder no mercado de espelhos retrovisores e no desenvolvimento de câmeras para monitoramento veicular, é um exemplo da constante busca por inovação. Há mais de 50 anos de no setor, a empresa investe pesado em pesquisas, capacitação de seus profissionais e novas tecnologias.

Sem comentários. Faça o primeiro comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *