fbpx

Setor automotivo: conheça as mulheres que fizeram a diferença

Setor automotivo: conheça as mulheres que fizeram a diferença

O setor automotivo é predominantemente masculino, porém, ao longo do tempo, esta realidade vem mudando.

Em meio a muitos desafios, desigualdade e preconceito, a presença de mulheres na indústria automotiva é cada vez mais marcante e elas têm ocupado cargos importantes de liderança cada vez mais jovens.

Mas nem tudo são flores. De acordo com o estudo Diversidade no Setor Automotivo, realizado pela Automotive Business em parceria com a  MHD Consultoria, o salário das mulheres que trabalham no setor automotivo é 23% inferior ao dos homens.

Quando os salários dos líderes são comparados, a diferença é ainda maior: homens em cargos de liderança recebem 34% a mais que as mulheres que exercem os mesmos papéis.

Além disso, 72% dos veículos que são vendidos têm influência de uma mulher, porém, apenas 37% das vendas de automóveis são destinadas ao público feminino. 

Se hoje, em pleno século XXI, ainda existem essas diferenças, imagine há 50, 100 anos? 

No entanto, desde sempre as mulheres são símbolo de força e resistência e até mesmo no setor automotivo elas marcaram história.

4 mulheres que marcaram o setor automotivo 

Conheça algumas mulheres que revolucionaram o setor automotivo:

Bertha Benz

Em 1888, a esposa do engenheiro Karl Benz, sem a autorização do marido, fez a primeira viagem de longa distância com veículo motorizado.

Na ocasião, Bertha, junto com seus dois filhos, percorreu cerca de 104 quilômetros entre as cidades de Mannheim e Pforzheim, na Alemanha, para visitar a mãe e, claro, mostrar a criação do marido.

Mary Anderson

Por meio de uma experiência própria, Mary foi capaz de desenvolver o que conhecemos hoje como limpador de para-brisas.

O ano era 1902 e a empresária do ramo da construção civil Mary Anderson, a caminho de Nova Iorque, percebeu a quantidade de vezes em que o motorista precisou parar para limpar o pára-brisa por causa da chuva. 

Pensando em como resolver esse problema do setor automotivo, ela teve a ideia criar um braço metálico revestido por uma borracha resistente, com um dispositivo que o movia a partir do interior do carro para limpar o vidro.

Florence Lawrence

Florence Lawrence era atriz de cinema e, além de se dedicar à arte, também era inventora de itens de automóveis.

Em 1914,  ela inventou as luzes indicadoras de direção, as luzes de seta, que na época era um “braço sinalizador automático”, que ficava no para-lamas traseiro e levantava ou abaixava um bracinho sempre que o motorista apertava um botão. 

Helena Rother

Foi a primeira mulher a se tornar designer de automóveis em uma grande montadora, a General Motors, em 1943. 

Nesta época, era raridade mulheres ocuparem cargos importantes em grandes empresas, e Helena foi responsável por abrir as portas das montadoras para outras mulheres.

Mulheres no setor automotivo na atualidade

Hoje, as mulheres do setor automotivo marcam presença em diversas áreas estratégicas, de criação e liderança. Conheça algumas que estão marcando a história de grandes montadoras na atualidade.

Danica Patrick

Danica é a mulher mais bem-sucedida do automobilismo. A norte-americana é piloto da National Association for Stock Car Auto Racing (Nascar) e é a primeira mulher a conquistar a pole position na associação.

Além disso, em 2008, foi a primeira mulher a vencer uma corrida na Fórmula Indy e, em 2009, ocupou o terceiro lugar no pódio da corrida das 500 Milhas de Indianápolis.

Mary Barra

Desde de 2014, Mary Barra é CEO Global da General Motors (Chevrolet) e é a primeira mulher do mundo a se tornar presidente de uma grande montadora

Sua história na empresa já tem quase duas décadas e, devido ao seu sucesso, em abril de 2014, foi destaque na capa da Time, que a colocou entre as “100 Pessoas Mais Influentes do Mundo”.

Tisha Johnson

Esse é o nome da pessoa responsável pelos desenhos interiores do S90 e V90, da Volvo: Tisha Johnson.

Ela é designer chefe dos interiores da sueca Volvo e também é uma das criadoras do conceito autônomo 360c, um carro totalmente elétrico, autônomo e sem motorista, que altera a posição tradicional dos passageiros em filas de dois ou três para um espaço que sirva de acomodação para longas viagens.

Tais mulheres entraram para a história e ainda estão construindo caminhos, abrindo portas, participando e contribuindo ativamente para todo processo de evolução da civilização humana e do setor automotivo.

Ana Theresa Borsari

A primeira mulher a comandar uma operação da Peugeot no mundo, como Diretora Geral da Peugeot Citroën na Eslovênia. 

Ana é advogada formada pela USP e iniciou sua carreira na Peugeot do Brasil em 1995, passando por vários postos na direção do País: Atendimento ao Consumidor, CRM, Desenvolvimento de Redes e Marketing. 

A partir disso, pôde iniciar a carreira internacional como responsável pela coordenação comercial da Peugeot no sul da Europa. Em seguida, dirigiu a Peugeot no sudoeste da França, liderando a marca em uma região que conta com mais de 150 concessionárias.

Em outubro de 2015, voltou ao Brasil para ser a primeira brasileira a assumir a Direção Geral da empresa no país.

*

A Metagal, líder no mercado de espelhos retrovisores, sistemas de retrovisão e no desenvolvimento de câmeras para monitoramento veicular, é um exemplo da constante busca por inovação. Há mais de 50 anos no setor, a empresa investe pesado em pesquisas, capacitação de seus profissionais e novas tecnologias.

 

Sem comentários. Faça o primeiro comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *